A Condição Humana

A Condição Humana


Autora: Hannah Arendt
A versão definitiva de A condição humana, mais que uma resposta à pergunta sobre como e por que foi possível o totalitarismo, e mais que um exame da relação entre totalitarismo e tradição.

A versão definitiva de A condição humana, mais que uma resposta à pergunta sobre como e por que foi possível o totalitarismo, e mais que um exame da relação entre totalitarismo e tradição, converteu-se em uma fenomenologia das atividades humanas fundamentais no âmbito da vida ativa – o trabalho, a obra ou fabricação e a ação.

Arendt principia sua investigação com o exame da relação entre a condição humana e a vita activa, definida em contraposição à vita contemplativa, mas visa antes de tudo a transcender a caracterização tradicional das atividades e da relação entre elas com vistas a uma indagação sobre o significado das próprias atividades e das transformações em seu caráter na era moderna.

Esta nova edição traz a Introdução da Profa. Margaret Canovan, cientista política inglesa que tem duas obras tratando sobre o pensamento de Hannah Arendt. Ela é professora de Ciência Política na Universidade de Lancaster.

Sua Introdução foi traduzida pelo apresentador e revisor técnico da edição brasileira, Prof. Adriano Correia. Esta Introdução, na edição norte-americana, consta desde a segunda edição da obra publicada em 1998. Pela boa aceitação do público acadêmico brasileiro foram mantidos a Nota e a Apresentação do Prof. Adriano Correia, professor associado da Universidade Federal de Goiás

Alynne Sipaúba
Escrito por
Alynne Sipaúba
Deixe seu comentário

Alynne Sipaúba

Alynne Sipaúba

Alynne Sipaúba é jornalista e teóloga.